top of page
  • Foto do escritorAngola Comunicação

Comunicação de causas: o que é isso?

Nenhuma conquista social no Brasil aconteceu sem mobilização da sociedade. Especialmente ocupando os espaços públicos. Pessoas tomando as ruas e os diversos locais em mobilizações, revoltas populares, atos públicos, marchas, caminhadas, intervenções, desobediência civil, entre outras. São grandes marcos de conquistas de direitos, de mudanças e de transformação social.


Realizamos a cobertura da Marcha das Margaridas 2023. Foto: Tamara Lopes/ Angola Comunicação


Cada uma dessas mobilizações acontecem em defesa de causas sociais diversas e sem elas, com certeza, teríamos um país com muito mais desigualdade do que o que já habitamos. Essas defesas de causas fazem parte da história do nosso país, afinal, ele está baseado no colonialismo, na escravidão, na exploração e extermínio de povos originários. Essa estrutura de opressão deságua nesse país extremamente desigual.


A comunicação de causas sociais se funde com todo esse processo de mobilização social. Na Angola Comunicação acreditamos que todos essas formas de chamar atenção dos poderes vigentes e da sociedade, por meio de mobilizações, também são processos de comunicação.



No Guia de Tendências (e boas práticas) de Comunicação que lançamos no fim do ano passado, já olhando para 2024, reunimos algumas das mais antigas formas de se comunicar já existentes e que continuam sendo importantes para a defesa de direitos. Mas também apresentamos estratégias, instrumentos e técnicas que, se possíveis de serem realizadas, potencializam a possibilidade de mais pessoas se integrarem e se engajarem em diversas causas.


Comunicação é direito humano, e é com base nessa premissa que sistematizamos os conhecimentos sobre comunicação de causas aqui apresentados, e que nossa equipe também aprendeu com tantas organizações da sociedade civil e movimentos sociais ao longo de nossa trajetória profissional.


Baixe gratuitamente o Guia de Tendências (e boas práticas) de Comunicação e vamos pensar coletivamente na comunicação para este ano.

1 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page